Estados Unidos se retiram do Acordo de Paris sobre o clima




A quinta-feira, dia 1º, trouxe o anúncio do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a retirada do país do Acordo de Paris. Trump já havia anunciado isso, que foi, inclusive, um dos compromissos de sua campanha.

O acordo climático de Paris foi firmado em 2016, na capital francesa. Até o momento, 175 países assinaram o acordo, um número recorde. Considerados como os maiores poluídores, China e Estados Unidos, ambos se comprometeram a fazer parte do documento.

De acordo com Donald Trump, o país irá agora buscar uma nova filiação ao acordo, que seja “justa” ao país e aos seus contribuintes. “Se conseguirmos algo melhor, ótimo. Se não, tudo bem“, disse o presidente americano.

Veja o anúncio de Trump:

A repercussão sobre a saída dos EUA do acordo

Após o anúncio de que os EUA se retirariam do acordo climático, o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, se manifestou, dizendo que “a administração de Trump rejeita o futuro ao deixar o pacto“. Já a prefeita de Paris, Anne Hidalgo disse que o ato do presidente americano foi “um erro de consequências dramáticas“.

Sobre o Acordo de Paris

Trata-se de um acordo mundial sobre as alterações climáticas. Ele apresenta um plano de ação cujo objetivo é limitar o aquecimento global a um índice “bem abaixo” dos 2ºC, abrangendo o período a partir de 2020.

Veja o documento na íntegra e já traduzido: Adoção do Acordo de Paris

 




Elia M.

Produtora de conteúdo em plataformas de notícias. Quase administradora, quase contadora, 100% escritora. Quer falar comigo? Escreva para elia@horabrasil.com.br. Visite minha página editorial: http://www.horabrasil.com.br/author/elia-m/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido!