BBB 18: Patrícia pede desculpas a família e torcida de Kaysar: ‘Não foi minha intenção tirar o prêmio dele’

Na tarde desta quarta-feira (14), Patrícia participou da Mesa Redonda da Rede BBB. Ela conversou sobre o jogo e sua percepção sobre os participantes.




Patrícia comentou que é a pessoa animada que demonstrou ser no início. “Sou aquela pessoa do início, mas me perdi”, desabafou. “O Diego se aproximou de mim e da Ana Paula por achar que somos pessoas boas, e nós somos, assim como todas as pessoas de lá. Não tem pessoa ruim ali. O Diego é uma pessoa incrível, é uma das pessoas mais inteligentes que já conheci. A gente sentiu que a aproximação era genuína”.

Leia também: Patrícia é eliminada do BBB 18 e reação de Gleici bomba no Twitter

A sétima eliminada do BBB 18 também admitiu que ela e seus aliados não leram o jogo corretamente. “A gente fez a leitura errada. A gente pensa numa coisa. Entrei brincalhona, animada, como sou. Mas a partir de um momento começa a pesar. Eu perdi a Patrícia que eu sou no jogo. Quando Ana Paula adoeceu eu me retirei do jogo para ficar ao lado dela e não me arrependo. Eu me perdi, não sabia como reagir com aquela divisão da casa. A treta de Ana Paula e Mahmoud dividiu a casa. Não consegui manter a Patrícia que entrou”, disse ela.

Patrícia também explicou que nunca foi falsa com Paula. “Ser falsa é fingir uma amizade que não existe e eu nunca fiz isso com a Paula”, disse ela. “Acabei falando demais. Ela não é uma pessoa fútil, usei a palavra errada. Ela gosta dela mesma e está certa. Tudo lá dentro é muito forte. Quero que ela faça sucesso. Ela não falou mal de mim, já soube nas redes sociais. Eu disse lá dentro que a admiro porque ela nunca me desrespeitou. Eu nunca gostei do jeito dela, mas isso não queria dizer que tinha direito de brigar com ela. A gente nunca tretou”.

Leia também: ‘Quero ser uma vilã boazinha, uma Carminha’, diz Patrícia após ser eliminada

A ex-BBB também explicou que não tem nada contra “megahair”. Patrícia criou música ironizando que Ana Clara foi “trocada pelo megahair”, fazendo referência ao fato de Breno ter começado relacionamento com Paula. “Meu cabelo é grande, mas não tenho nada contra megahair. As pessoas pegam uma coisa pequena e transformam numa coisa grande”, explicou. “Já elogiei o corpo dela, disse que se fosse ter o cabelo de alguém, não queria o de Jaqueline e Jéssica, e sim o dela”.




Patrícia também não viu com maldade a comemoração de Gleici após ela ser eliminada. “Acho que ela tem que comemorar. É um integrante a menos, é um jogo. Todos estão atrás de um prêmio. Ela comemorou e está certa. Eu comemorei quando coloquei três no paredão porque salvei meus amigos”, opinou. “Comemorei o Diego não ir ao paredão. Minha comemoração foi por gostar do Diego. A gente foi comemorar dentro do Quarto do Líder. Respeitamos a dor. É diferente de vibrar como ela fez, dançou na minha frente, eu poderia ter encarado como uma coisa ruim. É melhor comemorar respeitando a dor”.

Sobre a comemoração que fez com Diego após montar o paredão Paula x Mahmoud x Gleici, em que os dois foram para o Quarto do Líder e ficaram pulando na cama, Patrícia explicou: “Quando a gente foi vibrar, a gente não pensou que o público estava vendo uma comemoração de forma maquiavélica, e sim dois amigos comemorando. A Gleici fez certo de comemorar, mas talvez eu não tivesse essa atitude de comemorar a eliminação de alguém num paredão”.

Leia também: ‘Paula está mais distante’, comenta Gleici com Ana Clara

Um dos participantes da Mesa Redonda perguntou se Patrícia e seus aliados não perceberam que estavam jogando errado, já que todas as pessoas que eles indicavam ao paredão retornavam: “Diego falou isso pra mim, a gente comentou. ‘A gente pode estar sendo visto como vilão, todo mundo que a gente indicou, voltou’. Mas chega um momento que não dá pra voltar atrás. Eu tentei me aproximar da Gleici”.

Patrícia também explicou a sua relação com Mahmoud, sexto eliminado do reality show. “Quando eu cheguei na casa, a gente fez prova juntos, guardei a cama dele. Mas ele tretou com uma pessoa que eu gosto muito. Várias vezes a Ana Paula me colocou contra a parede. Eu tinha carinho por ele. Mas chega um momento que você tem que escolher um lado. Eu gosto dele. Mahmoud é uma pessoa especial para mim, é um cara do bem. Eu estava protegendo a minha amiga”, disse ela.




Mahmoud participou da Mesa Redonda em vídeo e mandou recado para Patrícia. “Eu queria desejar uma boa tarde. Acho que ela está se sentindo um pouco perdida. Assim como você ficou surpresa com o público em relação ao seu comportamento, eu também fiquei muito surpreso. Não acreditava no que as pessoas falavam de você. Não acho que o que te eliminou foi o retorno da Gleici. Algumas atitudes que você teve no jogo não foram bem recebidas. Quando eu saí vi que você estava sendo bombardeada nas redes sociais”, disse Mahmoud. Ele deu como exemplo o dia em que aconselhou a participante a não combinar votos e ela afirmou que não combinaria, mas pouco tempo depois combinou voto com Kaysar.

“Sinto que eu errei. Quando ele me deu conselho, eu estava disposta a cumprir. Mas quando vi o Diego na eminência de ir ao paredão, me assustei e quis defendê-lo”, explicou Patrícia. “Sou muito fiel aos meus amigos, faço tudo para protegê-los. Eu devia ter pensado mais em mim e no jogo, devia ter analisado mais a atitude. Na hora só pensei em proteger alguém. Meu gostar de você é genuíno. Eu falei antes ou antes de ontem que você saiu com dignidade”. Mahmoud brincou: “Tudo que aconteceu ficou no BBB. Mas o BBB só termina dia 19 de abril”.

Leia também: Patrícia é eliminada do BBB 18 recorde de rejeição; veja a porcentagem

Patrícia também admitiu que não entrou no BBB 18 com nenhuma estratégia em mente. “Eu não tinha estratégia, porque não tinha noção nenhuma do que ia encontrar. Por isso entrei cantando, pulando”, admitiu. Patrícia também pediu para que o público perdoe Kaysar, pois ficou sabendo que ele perdeu parte do favoritismo após se envolver com ela. “Eu queria pedir imensamente desculpas a família de Kaysar e aos torcedores, não foi minha intenção tirar o prêmio dele, não tive intenção de prejudicá-lo. Ele votou para me defender, não é um cara ruim”, explicou. “Algumas pessoas falaram que eu me envolvi por jogo. Se vocês se apaixonaram por ele, imagina eu lá dentro? Não tem como fingir um sentimento que foi tão genuíno da minha parte e da parte dele. Perdoem o Kaysar, ele não fez isso por mal. Ele combinou para me proteger. Se quer me escurraçar, me escurracem. Não façam isso com o Kaysar, por favor”.




Patrícia também comentou que seu filho foi atacado nas redes sociais. “Recebi muito apoio em relação ao que fizeram com meu filho. Falaram para ele que iam me matar. Foram coisas pesadíssimas para ele, ele só tem 11 anos. Se eu cheguei lá dentro e errei, errei. Bola pra frente”, desabafou.

Leia também: ‘Quem não me aceita deita na BR’, diz Patrícia no Mais Você

“Eu sei que decepcionei muitas pessoas. Eu era muito fã do BBB mas não via muito. Mas quando você entra, tudo que você ouviu cai por terra. Você não sabe quem é mocinho e quem é vilão, não sabe se está do lado do bem ou do mal. Não tem ninguém malvado ali. O elenco é lindo. Tenho orgulho de ter feito parte de um programa de tanto sucesso”, finalizou.






Natalia Marinho

Formou-se em Jornalismo em 2010. Já escreveu para sites como Yahoo Brasil (em editorias como Yahoo Mulher e Yahoo Finanças), Compara Seguros, Beleza na Web, Pet Love, Viva Real, Americanas Viagens e Submarino Viagens. Contato: natalia@horabrasil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *