Suécia x Inglaterra ao vivo pelas quartas de final da Copa

O jogo Suécia x Inglaterra acontece neste sábado, 7, a partir das 11 horas (horário de Brasília), na Arena Samara. A partida será transmitida pela TV Globo, com narração de Luis Roberto.




Suécia x Inglaterra ao vivo

12h52 – Fim de jogo (Suécia 0 x 2 Inglaterra).

12h47 – Marcus Rashford substitui Raheem Sterling (Inglaterra).

12h44 – Cartão amarelo para John Guidetti (Suécia).

12h43 – Cartão amarelo para Harry Maguire (Inglaterra).

12h41 – Eric Dier substitui Jordan Henderson (Inglaterra).

Pontus Jansson substitui Emil Krafth (Suécia).

12h33 – Fabian Delph substitui Dele Alli (Inglaterra).

12h21 – John Guidetti substitui Ola Toivonen (Suécia).

– Martin Olsson substitui Emil Forsberg (Suécia).

12h15 – Gol da Inglaterra (Dele Alli) – Suécia 0 x 2 Inglaterra.

12h01 – Começa o segundo tempo.

11h48 – Fim do primeiro tempo.

11h30 – Gol da Inglaterra (Harry Maguire) – Suécia 0 x 1 Inglaterra.

11 horas – Começa o jogo.

Escalação da Suécia: Robin Olsen; Emil Krafth, Victor Lindelöf, Andreas Granqvist e Ludwig Augustinsson; Viktor Claesson, Sebastian Larsson, Gustav Svensson (Albin Ekdal) e Emil Forsberg; Ola Toivonen e Marcus Berg.

Escalação da Inglaterra: Jordan Pickford; Kyle Walker, John Stones e Harry Maguire; Kieran Trippier, Jesse Lingard, Jordan Henderson e Ashley Young; Dele Alli, Raheem Sterling e Harry Kane.

Leia também: Saiba quem é a única mulher à beira do campo na Copa do Mundo da Rússia

A Inglaterra venceu a Colômbia nas oitavas de final em um jogo que terminou empatado após a prorrogação (1 x 1) e foi decidido nos pênaltis (Colômbia 3 x 4 Inglaterra). A última vez que a seleção inglesa chegou às semifinais foi na Copa da Itália, em 1990. A equipe parou exatamente nesta fase ao ser eliminada pela Alemanha. A Inglaterra tem uma única vitória no Mundial, em 1966.

A melhor campanha da Suécia em uma Copa foi a conquista do terceiro lugar na Copa de 1994, quando o Brasil conquistou o tetracampeonato. A seleção sueca não se classificou para disputar as Copas de 2010 e 2014.

Foto: Reprodução/Twitter/Fifa

Flávia Resende

Escrevo sobre quase tudo, principalmente livros, séries, viagens, idiomas, educação, futebol e saúde. Também sou redatora e editora na Contentools e na Blasting News.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *