STF adia decisão sobre denúncia contra Bolsonaro por racismo

Alexandre de Moraes, presidente da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) adiou o julgamento da denúncia contra Jair Bolsonaro. O julgamento foi pausado enquanto estava em empate de 2 a 2.




Bolsonaro, deputado federal e candidato à Presidência pelo PSL, é acusado de racismo. Alexandre Moraes afirmou que o julgamento será retomado terça-feira que vem.

Votaram para rejeitar a denúncia o ministro Marco Aurélio Mello e Luiz Fux. E votaram para receber a denúncia os ministros Roberto Barroso e Rosa Weber.

O candidato à Presidência aparece na liderança em pesquisas de opinião em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não aparece. A denúncia foi feita em abril e é sobre uma palestra que o candidato deu em 2017, no Clube Hebraica, Rio de Janeiro.

Na época, a PGR concluiu que Bolsonaro fez discurso de incitação ao ódio e preconceito direcionado a vários grupos. Mesmo se ele virar réu, poderá concorrer à Presidência. O político já tem outras duas ações penais, de quando, em 2014, afirmou que não estupraria a deputada Maria do Rosário porque ela “não mereceria”.

Nesta terça-feira (28), Bolsonaro é entrevistado pelo Jornal Nacional, na TV aberta, e Globo News, na TV por assinatura, para falar sobre suas propostas de governo.

Natalia Marinho

Formou-se em Jornalismo em 2010. Já escreveu para sites como Yahoo Brasil (em editorias como Yahoo Mulher e Yahoo Finanças), Compara Seguros, Beleza na Web, Pet Love, Viva Real, Americanas Viagens e Submarino Viagens. Contato: natalia@horabrasil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *