Eleições 2018: qual a diferença entre voto em branco e voto nulo?

O primeiro turno das eleições 2018 acontece neste domingo, 7 de outubro. Os eleitores devem dar o voto em seis cargos. Você não quer votar em nenhum candidato? Você pode votar nulo ou em branco.




Você sabe a diferença entre o voto em branco e o voto nulo? Até 1997, o voto em branco somava nos votos válidos e o nulo, não. Mas desde esse ano, os votos em branco e votos nulos são considerados inválidos. Os dois tipos de votos não são contados à somatória final e não altera o resultado.

Como anular o voto?

Para anular o voto, basta digitar uma sequência de números que não seja de nenhum candidato. Ao votar no número 00 para presidente, por exemplo, o voto é considerado nulo. Na urna, será mostrada a mensagem “número errado” e “voto nulo”. Se a intenção é mesmo o voto nulo, basta aperta em “confirma”.

Se o desejo for o voto nulo, cuidado para não digitar algum número aleatoriamente, pois ele pode ser de algum candidato. O recomendado é verificar antes de ir ao local de votação se o número não representa ninguém. Confirme se o voto foi anulado antes de clicar em “confirma”.

Como votar em branco?

Ná urna eletrônica, além dos números, há os botões “confirma”, “corrige” e “branco”. Basta clicar na tecla “branco” e, em seguida, confirmar.



Votos nulos ou em branco não cancelam a eleição

Vale lembrar que não importa a porcentagem de votos nulos ou em branco, a eleição nunca será cancelada. No Código Eleitoral, não há nada que garanta a anulação da eleição caso o número de votos nulos ou em branco cheguem a uma determinada quantidade.

O artigo 224 do Código Eleitoral afirma: “Se a nulidade atingir a mais de metade dos votos do país nas eleições presidenciais, do Estado nas eleições federais e estaduais ou do município nas eleições municipais, julgar-se-ão prejudicadas as demais votações e o Tribunal marcará dia para nova eleição dentro do prazo de 20 (vinte) a 40 (quarenta) dias”.

Mas o artigo se refere a processos de votação anulados por decisão judicial, como é o caso de fraude numa seção eleitoral, por exemplo, e não sobre votos anulados.

Outro boato comumente repassado em redes sociais é que os votos em branco são direcionados ao candidato que está à frente. É apenas boato. Isso surgiu por causa do antigo Código Eleitoral de 1965, que determinava que esse tipo de voto contasse para o quociente eleitoral. A regra parou de existir após o código aprovado em 1997.




Leia também:

Não poderá votar? Saiba como justificar o voto

Qual é a ordem de votação nas urnas?

Quais documentos levar no dia da votação?

Pode levar cola para a urna?

Como descobrir a zona e seção eleitoral?

Natalia Marinho

Formou-se em Jornalismo em 2010. Já escreveu para sites como Yahoo Brasil (em editorias como Yahoo Mulher e Yahoo Finanças), Compara Seguros, Beleza na Web, Pet Love, Viva Real, Americanas Viagens e Submarino Viagens. Contato: natalia@horabrasil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *