Black Friday 2018: dicas para não cair em golpes

As compras pela internet sempre devem ser feitas com cautela. E durante a Black Friday 2018 isso não é diferente. Na data, famosa pelas promoções em lojas online, é necessário ter cuidado com sites de empresas sem credibilidade ou em promoções falsas.




A Black Friday 2018 acontece nesta sexta-feira, 23 de novembro. Hackers podem aproveitar a data para enviar e-mails ou mensagens nas redes sociais com golpes, roubo de dados e envio de vírus. A principal dica para evitar cair em golpes é ter o computador, celular ou tablet sempre atualizado. Além disso, um antivírus de qualidade, e também atualizado, é importante para evitar vírus, adwares e malwares.

Mas há outras dicas para aproveitar a Black Friday com segurança e não cair em golpes. Confira abaixo.

  • Redes de internet gratuitas podem sofrer invasão. Por isso, escolha fazer compras e inserir dados de cartão de crédito apenas em redes de internet (incluindo de Wi-Fi) seguras, como a de sua casa ou casa de amigos e familiares.
  • Faça compras apenas em sites seguros. Dê preferência aos sites de lojas que você conhece, já fez compras ou que conhece alguém que já fez compra.
  • Antivírus atualizado e de qualidade garante que o computador ou dispositivo móvel não sofra ataques.
  • Você pode optar por pagar as suas compras com cartão de crédito. Evite deitar os dados de seu cartão de crédito salvos no site da loja. Desabilite essa opção. Caso precise comprar novamente na loja, insira os dados do cartão de crédito novamente.
  • Falando em pagamento, dê preferência às lojas que dão a opção de cartão de crédito. Desconfie se são dadas opções apenas de transferência bancária ou boleto bancário.
  • Cuidado com as promoções enviadas por e-mail. Verifique o e-mail que enviou a promoção. Para maior segurança, prefira entrar direto no site ou rede social da loja para verificar a promoção.
  • Falando em redes sociais, cuidado com páginas falsas, que podem ter sido feitas para roubar dados. Verifique o feedback do público, se há reclamações e se conhecidos conhecem a loja.
  • Faça print de todas as etapas da compra. Caso dê algum problema, você terá imagens comprovando o que foi feito.
  • Prefira lojas já renomadas e confiáveis. Confira sites de reclamações para ver a sua imagem perante o público. Se optar por uma loja menor, dê preferência às que usam intermediários como sistema de pagamento, como Mercado Pago, PayPal ou PagSeguro.
  • Se comprar pelo celular, dê preferência às lojas que têm aplicativo. E ao baixar o app, verifique o desenvolver, quantidade de opiniões e o que os usuários opinaram.




Natalia Marinho

Formou-se em Jornalismo em 2010. Já escreveu para sites como Yahoo Brasil (em editorias como Yahoo Mulher e Yahoo Finanças), Compara Seguros, Beleza na Web, Pet Love, Viva Real, Americanas Viagens e Submarino Viagens. Contato: natalia@horabrasil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *