MundoNotícias

Abuso psicológico e emocional viram crime na Irlanda





Nesta terça-feira, 1º de janeiro de 2019, a Irlanda colocou em vigor a Lei da Violência Doméstica 2018. A legislação classifica como crime abusos psicológicos e emocionais cometidos no país.

Com a legislação, o objetivo é proteger mais vítimas de abusos que diminuem sua autoestima e capacidade de defesa. O abuso psicológico e emocional é mais difícil de ser identificado do que o abuso físico, mas, de acordo com especialistas, os efeitos são igualmente prejudiciais.

Entre as características do abuso psicológico estão o controle do comportamento, isolamento e ameaças de violência. Charlie Flanagan, ministro da Justiça e Igualdade da Irlanda, afirmou que a nova lei reconhece que o “efeito do controle não-violento em um relacionamento íntimo pode ser tão prejudicial quanto o abuso físico, já que trata-se d eum abuso de confiança associado a um relacionamento íntimo”.

O ministro disse ainda que a legislação passa a mensagem de que a “sociedade não tolerará mais a terrível violação de confiança de um parceiro contra o outro”. De acordo com pesquisa de 2014 da Agência Europeia dos Direitos Fundamentais, 31% das mulheres irlandesas afirmam já ter sofrido abuso psicológico. Ainda, 23% afirmam terem sido controladas, outras 24% afirmam ter sofrido com comportamento abusivo e 12% afirmam terem sido vítimas de perseguição online (stalkers).

Em 2010, a França criminalizou a violência psicológica em relacionamentos íntimos. Na Inglaterra e no País de Gales, virou crime em 2015. Em 2017, a Escócia adotou medida parecida.



Comments

0 comments

Etiquetas
Mostrar mais

Natalia Marinho

Formou-se em Jornalismo em 2010. Já escreveu para sites como Yahoo Brasil (em editorias como Yahoo Mulher e Yahoo Finanças), Compara Seguros, Beleza na Web, Pet Love, Viva Real, Americanas Viagens e Submarino Viagens. Contato: natalia@horabrasil.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios