EntretenimentoLiteratura

Resenha: ‘Sombra e Ossos’ – Leigh Bardugo




SOMBRA_E_OSSOS_1371825137B
Editora: Gutenberg
Páginas: 288
Trilogia: Grisha #1
Minha nota: 3 estrelas

SINOPSE (Skoob)

Alina Starkov nunca esperou muito da vida. Órfã de guerra, ela tem uma única certeza: o apoio de seu melhor amigo, Maly, e sua inconveniente paixão por ele. Cartógrafa de seu regimento militar, em uma das expedições que precisa fazer à Dobra das Sombras – uma faixa anômala de escuridão repleta dos temíveis predadores volcras –, Alina vê Maly ser atacado pelos monstros e ficar brutalmente ferido. Seu instinto a leva a protegê-lo, quando inesperadamente ela vê revelado um poder latente que nunca suspeitou ter.A partir disso, é arrancada de seu mundo conhecido e levada da corte real para ser treinada como um dos Grishas, a elite mágica liderada pelo misterioso Darkling.
Com o extraordinário poder de Alina em seu arsenal, ele acredita que poderá finalmente destruir a Dobra das Sombras.Agora, ela terá de dominar e aprimorar seu dom especial e de algum modo adaptar-se à sua nova vida sem Maly. Mas nesse extravagante mundo nada é o que parece. As sombrias ameaças ao reino crescem cada vez mais, assim como a atração de Alina pelo Darkling, e ela acabará descobrindo um segredo que poderá dividir seu coração – e seu mundo – em dois. E isso pode determinar sua ruína ou seu triunfo.”

RESENHA

O primeiro livro da Trilogia Grisha me deixou com sentimentos contraditórios porque eu não esperava a revelação que aconteceria. Em nenhum momento eu suspeitei do que estava acontecendo e mesmo quando revelado, duvidei da veracidade dos fatos… e essa reviravolta foi o que me decepcionou ou talvez eu tenha criado muitas expectativas sobre o livro, após assistir a recomendações de alguns youtubers.
Os personagens são muito bem desenvolvidos, gostei até dos secundários. Mas mesmo entre eles, têm alguns que eu não decidi se gosto ou não. Esse livro nos deixa assim mesmo. Gosto muito da Alina, gosto da personalidade do Darkling e o Maly ainda não sei se gosto porque às vezes eu o achava muito cabeça dura, mas ao mesmo tempo é um cara legal.
É uma leitura rápida, tem só 288 páginas, gostei dos nomes e lugares russos – ainda não tinha lido nenhum assim. É difícil fazer uma resenha mais completa porque praticamente tudo é spoiler.
Apesar do livro ser bom, quando terminei a leitura não corri para ler o segundo livro da trilogia, “Sol e Tormenta”, para saber o que acontece em seguida! Quando eu realmente gosto da leitura, começo o segundo livro praticamente na sequência, mas dessa vez não me interessei o suficiente para ler o resto da trilogia, infelizmente.

Comments

0 comments

Mostrar mais

Flávia

Escrevo sobre quase tudo, principalmente livros, séries, viagens, idiomas, educação, futebol e saúde. Também sou redatora e editora na Contentools e na Blasting News, e redatora na Contteudo e PostSpot.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios