BrasilNotíciasSão PauloSudeste

Funcionária do Shopping JK Iguatemi proíbe entrada de crianças por local ser ‘de elite’


Grupo de professores e alunos de dois colégios municipais de Guaratinguetá, interior de São Paulo, denunciou o Shopping JK Iguatemi por discriminação. O grupo ia a passeio ao shopping da Zona Sul de São Paulo.




O caso aconteceu na última segunda-feira (18). O grupo era formado por crianças e professores das escolas Ana Fausta de Moraes e Professora Francisca Almeida Caloi. Eles foram ao shopping para visitar a exposição gratuita Mickey 90 Anos.

De acordo com o jornal O Vale, o grupo almoçaria na praça de alimentação do estabelecimento. Mas já na recepção uma funcionária disse a eles que o local não tem condições de comportar o número de alunos e que não tem estabelecimentos para que as crianças se alimentassem, por se tratar de um local “de elite”.

“É muito triste a gente passar por isso, houve uma discriminação muito grande com os nossos alunos. Houve racismo, sim. Nós saímos daqui com a intenção de passar uma tarde maravilhosa com eles”, disse a diretora Ana Furtado ao jornal O Vale. A diretora contou que a entrada do grupo foi liberada após insistência e entrar em contato com a organização da exposição sobre o Mickey.




O Shopping JK Iguatemi enviou nota a Rádio CBN e afirmou que a funcionária é terceirizada da empresa responsável pela exposição. O local também afirmou que não compactua com a atitude da funcionária.


Comments

0 comments

Etiquetas
Mostrar mais

Natalia Marinho

Formou-se em Jornalismo em 2010. Já escreveu para sites como Yahoo Brasil (em editorias como Yahoo Mulher e Yahoo Finanças), Compara Seguros, Beleza na Web, Pet Love, Viva Real, Americanas Viagens e Submarino Viagens. Contato: natalia@horabrasil.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios