ComportamentoEducaçãoEstilo de Vida e Lazer

Vai estudar em outra cidade? Saiba como encontrar um local para morar

Conhecer o local antes da mudança é fundamental para não passar por perrengues na nova moradia

Muita gente opta por fazer uma mudança de cidade em busca de melhores condições para estudar. Seja para fazer o ensino médio, cursinho, graduação ou pós, mudar é uma opção bem interessante, mas que também exige atenção e cuidado, ainda mais se você for alugar imóvel em uma cidade nova.

A escolha pela escola ou faculdade deve considerar, entre outras coisas, o custo de vida do lugar, bem como a acessibilidade aos transportes públicos, supermercados, farmácias, hospitais, postos de saúde, áreas de lazer — pagas e gratuitas —, segurança, etc.

Por isso, antes mesmo da mudança, é interessante conhecer o lugar onde você vai morar.

Conheça um pouco mais a cidade

Se você já se decidiu pela mudança, algo que precisa ser feito quanto antes é uma pesquisa prévia sobre a nova cidade. É importante que você saiba quais são suas opções de lazer, transporte, supermercado, etc.

Ter isso com clareza faz com que você não leve nenhum susto, por exemplo, ao chegar em uma cidade muito grande ou muito pequena. Vale a pena conhecer também um pouco da cultura local, de forma que você consiga se familiarizar melhor com as pessoas e com o ambiente.

Saiba como está a sua condição financeira

Você sabia que quando você aluga um imóvel, o valor a ser pago (aluguel, IPTU e condomínio) não deve ultrapassar 30% da sua renda mensal (ou do rendimento familiar)? Se basear nessa porcentagem faz com que você pague as contas da moradia e ainda sobre dinheiro para o pagamento de outras despesas.

Você deve se lembrar que, além da moradia, há gastos com alimentação, vestuário, transporte e lazer. Por isso, faça as contas corretamente antes de tomar qualquer decisão.

Conheça o imóvel

Apesar da enorme quantidade de aplicativos e sites que fazem a publicidade dos anúncios, comparecer ao local é algo que não pode ser negligenciado. Porque só assim você pode ter uma dimensão real do espaço, bem como checar de perto a estrutura do imóvel.

Além disso, é preciso saber se a situação do imóvel está em dia para não passar por nenhum tipo de perrengue. Portanto, verifique junto ao locador toda a documentação relativa ao aluguel, e certifique-se de que não há nenhum tipo de inadimplência em relação às contas — IPTU, água, luz, etc.

Moradia compartilhada também é uma opção

Se você acha que não tem condições de arcar com o aluguel de um imóvel, uma ótima opção é a moradia compartilhada. Em lugares onde há muito estudantes, esse tipo de habitação é muito comum, principalmente as chamadas repúblicas, que podem ser destinadas exclusivamente para homens, mulheres ou também, mistas — quando recebem estudantes de ambos os sexos.

Nesses casos, as despesas costumam ser todas divididas de maneira equivalente a todos os moradores. Esse tipo de morada costuma ser mais barato, mas é preciso um pouco mais de paciência e tolerância já que os espaços, como sala de estar, cozinha e banheiro, também terão de ser compartilhados.

Atenção aos prazos com a matrícula

Geralmente, a matrícula deve ser feita de forma presencial. Por isso mesmo, você deve estar ciente dos prazos e horários. Além disso, é preciso se atentar a todos os documentos que são exigidos para fazer sua inscrição. Caso tenha alguma dúvida, entre em contato diretamente com a secretaria do curso.

Lidando com a distância

Uma das principais dificuldades de quem vai morar longe da casa da família é a saudade da convivência com os familiares e amigos. Nas primeiras semanas de adaptação à nova vida, é normal se sentir um pouco sozinho e triste.

Por isso mantenha contato com essas pessoas, seja virtualmente ou por telefone. Saber que, apesar da distância, você é uma pessoa querida e amada por quem realmente importa ajuda a diminuir esse sentimento de tristeza.

Além disso, tente criar novos laços e conhecer novos lugares. Se ambientar à cidade, saindo um pouco da rotina, pode ajudar você a espairecer.

Mas, se você perceber que isso tem começado a atrapalhar a sua rotina, é hora de buscar ajuda. Muitas vezes, o acompanhamento psicológico é a melhor solução nesse momento.

No final das contas, tudo é uma questão de adaptação. Mas vale a pena analisar todos esses aspectos cuidadosamente antes de tomar uma decisão tão importante quanto a de se mudar.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios