Big Brother BrasilEntretenimentoFamososReality Show

Manu Gavassi fala sobre o BBB 20 e canta ‘Áudio de Desculpas’ no Encontro com Fátima Bernardes

Na manhã desta terça-feira (05), Manu Gavassi, terceiro lugar do BBB 20, participou do Encontro com Fátima Bernardes. Sua participação, assim como a do padre Fábio de Melo, aconteceu por vídeo.




“Nunca pensei que seria um sumiço, porque foram três dias”, contou Manu. O padre Fábio de Melo disse que, no mundo atual, até mesmo um dia sem responder pessoas nas redes sociais já é considerado sumiço. “Precisei de um tempo com minha família. Acho que foi muito responsável por parte do programa passar as informações sobre o coronavírus de forma mais tranquila, mas eu não tinha ideia”, contou Manu.

“Precisei desse tempinho com minha família para entender e cuidar da minha saúde mental”, continuou, falando também que gostou de poder ter se mostrado por completo no BBB 20. “Nesse meio, é tão difícil passar uma imagem real e humana”.

+ Rafa vai doar R$ 150 mil do prêmio ao combate do coronavírus

Manu Gavassi também falou sobre o medo de participar do reality show. “Até por saber onde eu estava entrando e por ter muita gente muito diferente de mim, me deu um pouco de medo. Primeiro mês foi bem difícil, mas depois fui encontrando quem pensava como eu e comecei a me sentir em casa”, relembrou.A cantora também falou sobre a ligação em vídeo de mais de 6 horas com Bruna Marquezine, e disse que a amiga tinha mais o que contar sobre tudo que aconteceu enquanto ela estava confinada do que o contrário.

A meditação foi uma grande aliada da cantora durante o confinamento. “[A meditação] não só me ajudou muito como acho que fez eu conseguir ficar lá dentro pelos 100 dias. No nosso confinamento não tínhamos informação nenhuma, única coisa que a gente tinha era olhar para dentro. Eu sempre imaginava uma luz na casa inteira. Imaginava que aquela luz causava uma sensação boa em quem tava ali e em quem assistia. Era minha maneira de me proteger. Acredito em vibrações positivas e isso me ajudou demais”, disse ela. “No início do programa eu não escondia pra ninguém que tinha medo de não aguentar e pedir pra sair”.

+ Manu Gavassi responde fãs e manda recado para Rafa Kalimann: ‘Não consigo mais dormir sem você’

A cantora também falou sobre o BBB 20 ter sido uma edição para mulheres e explicou o significado de “sororidade”. “Senti que tava diferente quando a gente começou a se posicionar daquela maneira. Eu nunca tive entendimento da proporção, mas tive entendimento que seria uma edição diferente e tratando de temas diferentes”, opinou. “[Sororidade] é irmandade, saber que a outra mulher passa por coisas que você passa e ter empatia, se unir e se ajudar. Mais do que eu ter falado essa palavra, a gente viveu isso. Foi por uma coisa que não aconteceu comigo, foi com duas outras meninas. A dor de ouvir um cara falando aquilo sobre duas meninas, fossem nossas amigas ou não, doeu em nós. (…) Sororidade não é ser melhor amiga de todo mundo, é ter respeito. Independente de amizade ou ser melhor amigo, vai além”.




Manu também contou o que descobriu sobre si mesma durante o confinamento. “Descobri que tenho habilidades sociais, sempre fui mais quietinha e de poucos amigos. Me jogar dessa maneira e com pessoas tão diferentes foi meu maior desafio. E descobri que tenho capacidade de conversar e me identificar com todo tipo de pessoa. Não tenho medo de me posicionar, de ser vulnerável e demonstrar fraqueza, acho isso bonito. Sempre me identifiquei com gente assim mas tinha medo”, contou.

+ Flayslane afirma que já ficou com Neymar, que diz: ‘Rir para não chorar’

Sobre a série de vídeos que eram liberados diariamente em suas redes sociais enquanto o reality show acontecia, Manu contou que sua ideia era estar presente em “dois lugares ao mesmo tempo”. Ela gravou, ao todo, 130 vídeos. “Eu sou capricórnio com ascendente em virgem, para quem entende de signo… Quando eu topei o convite, minha maior preocupação era como eu mostraria meu trabalho, além do meu coração, que as pessoas conheceriam lá. Eu gosto muito de contar histórias, seja nas músicas ou publicidades. Eu já estava começando a estudar roteiro e pensei em como fazer um trabalho que fizesse sentido e que eu estivesse em dois lugares ao mesmo tempo. (…) Foi muito louco como fez sentido depois, isso eu não poderia imaginar”, relembrou.

Manu Gavassi também ensinou Fátima Bernardes a fazer a coreografia que criou, e ficou famosa, de “Don’t Start Now”, de Dua Lipa, e cantou sua música “Áudio de Desculpas”.




Etiquetas
Mostrar mais

Natalia Marinho

Formou-se em Jornalismo em 2010. Já escreveu para sites como Yahoo Brasil (em editorias como Yahoo Mulher e Yahoo Finanças), Compara Seguros, Beleza na Web, Pet Love, Viva Real, Americanas Viagens e Submarino Viagens. Contato: natalia@horabrasil.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios