BrasilNotíciasSão PauloSudeste

SP retoma rodízio de carros tradicional e prefeito tenta antecipar feriados

Bruno Covas, prefeito de São Paulo, convocou coletiva de imprensa excepcional neste domingo (17) e anunciou que o esquema de rodízio de carros tradicional será retomado na cidade.




O prefeito anunciou que o rodízio tradicional volta a valer já nesta segunda-feira (18) e que tenta antecipar os feriados de Corpus Christi, que acontece dia 11 de junho, e o Dia da Consciência Negra, que acontece dia 20 de novembro, para ampliar o isolamento social. Ele também pediu à população para ficar em casa para conter o aumento de casos de coronavírus na cidade. “São Paulo precisa desacelerar ainda mais o ritmo para diminuir o contágio. Me resta na manga o uso dos feriados municipais”, disse Bruno Covas.

+ Segunda parcela do auxílio emergencial começará a ser paga nesta segunda (18)

O rodízio tradicional foi retomado pois, após a adoção do sistema mais rígido, com 50% da frota, o índice de isolamento social não sofreu impacto. O prefeito afirmou que apesar dos veículos proibidos de circular diariamente e da diminuição de 5,5% nos passageiros de transporte público, a taxa de isolamento da cidade não subiu.

+ Como fazer o saque do auxílio emergencial?

“É um contrassenso o prefeito da cidade mais dinâmica do País, a cidade símbolo do trabalho, a cidade símbolo do empreendedorismo, pedir para a cidade parar, pisar no freio e se esforçar ainda mais para apertar o cinto. Esse é o meu pedido. Eu não vou me omitir. Essa é a minha escolha, o meu dever. É difícil acreditar que alguns prefiram que a população seja submetida a uma roleta russa. A indiferença diante da morte é indecorosa, é crime de responsabilidade, é contra a nossa Constituição federal. Não há outro caminho neste momento em que estamos. Não há melhor vacina. Antes de pensarmos em abrir, precisamos parar”, disse o prefeito.




Na última sexta-feira (15), a taxa de isolamento em SP foi de 48%, apenas 2% a mais que a sexta-feira anterior, quando registrou 46%.

No último sábado (16), o Estado de São Paulo ultrapassou a China no número de mortes por coronavírus. No Estado, foram 4.688 vítimas. Na capital, 2.792 mortes. Durante a semana, não houve nenhum dia em que a capital paulista atingiu o mínimo de 50% de isolamento social. O índice foi alcançado apenas durante os fins de semana de maio. Durante a semana, o índice foi alcançado pela última vez no dia 15 de abril.

No último sábado (16), a Secretaria de Saúde do Estado informou que os leitos de UTI da capital estão com ocupação de 89%. O índice de isolamento social que o governo defende é de 70%; o índice de 60% seria “aceitável”.

Etiquetas
Mostrar mais

Natalia Marinho

Formou-se em Jornalismo em 2010. Já escreveu para sites como Yahoo Brasil (em editorias como Yahoo Mulher e Yahoo Finanças), Compara Seguros, Beleza na Web, Pet Love, Viva Real, Americanas Viagens e Submarino Viagens. Contato: natalia@horabrasil.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios