NotíciasPolítica

Renan Calheiros afirma ser vítima de ingratidão de petistas




Renan Calheiros se arrependeu do bate-boca que aconteceu sexta-feira (26). O presidente do Senado disse que se sente vítima de ingratidão de petistas e que não sabe se vai votar ou não no julgamento do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.

Calheiros e a senadora Gleisi Hoffman, do PT-PR, discutiram no plenário. Ele ironizou que vai pedir agravamento de pena “por ingratidão” no Código Penal. Renan disse ainda que intercedeu a favor de Gleisi quando a PF fez buscas em seu apartamento e quando ela foi indiciada na Lava Jato.

O presidente do Senado também reclamou das cobranças dos dilmistas Vanessa Grazziotin (PCdoB) e Lindbergh Farias (PT-RJ). Ele reclamou por Farias reclamar de seus jantares com Temer. “Ele devia acusar os adversários dele do Rio”, respondeu.

Apesar de todas as suas críticas, Calheiros se diz arrependido do bate-boca com Gleisi. “Eu me arrependo. Eu não devo responder a provocações. Depois eu tenho uma ressaca brutal. Eu não sou talhado para isso”, admitiu. Ao ser perguntado se recebeu pedido de desculpas da senadora, ele foi irônico mais uma vez. “Parece que ela me ligou, mas eu não consegui atender”, respondeu.

O presidente do Senado disse também que ainda não decidiu se irá votar a favor do impeachment. “Eu ainda não decidi, estou refletindo. Este processo é longo e traumático. E a reflexão também”, disse.

Etiquetas
Mostrar mais

Natalia Marinho

Formou-se em Jornalismo em 2010. Já escreveu para sites como Yahoo Brasil (em editorias como Yahoo Mulher e Yahoo Finanças), Compara Seguros, Beleza na Web, Pet Love, Viva Real, Americanas Viagens e Submarino Viagens. Contato: natalia@horabrasil.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios