Justiça retoma caso Celso Daniel

0




O assassinato do ex-prefeito de Santo André Celso Daniel (PT) aconteceu há mais de catorze anos. Depois de tantos anos, por causa das revelações da Operação Lava Jato, a Justiça de São Paulo vai retomar o julgamento do acusado de mandar sequestrar e matar o petista.

Wellington Urbano Marinho, novo juiz do caso, marcou a primeira audiência de instrução, debate e julgamento do único réu ainda em liberdade para o dia 17 de outubro. O réu em questão é o empresário e ex-guarda-costas do prefeito Sergio Gomes da Silva, conhecido como “Sombra”.

As testemunhas que devem depor estão ligadas a Celso Daniel, à investigação e a outro criminoso, Dionísio de Aquino Severo. Ele fugiu de helicóptero de presídio de São Paulo pouco antes do sequestro e da morte do ex-prefeito. Ele sabia detalhes sobre o crime, que aconteceu dia 18 de janeiro de 2002. Mas ele acabou sendo assassinado dentro da cadeia antes de revelar o que tinha conhecimento.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.