Auxílio emergencial: Defensoria começa a ajudar hoje (22) quem teve benefício negado

0

Nesta segunda-feira (22), a Defensoria Pública da União (DPU) começa a ajudar quem teve o cadastro do auxílio emergencial de R$ 600 negado.




Até agora, mais de 42 milhões de cidadãos tiveram o auxílio de R$ 600 negado. A Defensoria Pública da União irá auxiliar os trabalhadores que não concordam com o resultado. O atendimento será totalmente gratuito e a DPU aconselha que seja feito online.

O objetivo do órgão é ajudar os brasileiros que tiveram cadastro negado porque a base de dados está desatualizada. Por isso, esses brasileiros terão que mostrar documentos para comprovar que cumprem os requisitos do benefício. Isso pode acontecer, por exemplo, em casos de quem está desempregado mas ainda consta como empregado na base de dados do governo.




A recomendação é de que a contestação seja feita por e-mail, telefone ou WhatsApp. Os meios de contato de cada município estão disponíveis no site oficial da DPU. O site também informa quais documentos devem ser mostrados para contestar o resultado negativo do auxílio. Se for necessário, a Defensoria solicitará o atendimento presencial do cidadão em uma de suas unidades.

Atualmente, ainda há 2,7 milhões de cadastros em análise no auxílio emergencial. Também atualmente, beneficiários do Bolsa Família que foram aprovados no primeiro grupo estão recebendo a terceira parcela.




Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.