‘Já mandei cancelar’, diz Bolsonaro sobre protocolos de vacina do Instituto Butantan

0

Nesta quarta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que mandou cancelar o protocolo de intenções de comprar 46 milhões de doses da vacina CoronaVac. A vacina está sendo desenvolvida pelo Instituto Butantan e pela farmacêutica chinesa Sinovac.




“Houve uma distorção por parte do João Doria no tocante ao que ele falou. Ele tem um protocolo de intenções, já mandei cancelar se ele [Pazuello] assinou. Já mandei cancelar. O presidente sou eu, não abro mão da minha autoridade. Até porque estaria comprando uma vacina que ninguém está interessado por ela, a não ser nós”, disse o presidente.

A intenção de compra da vacina foi divulgada pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (20), após reunião de Eduardo Pazuello, ministro da Saúde, e governadores. João Doria, governador de SP, participou da reunião; o Instituto Butantan é vinculado ao governo paulista.

No início desta quarta-feira (21), Bolsonaro havia afirmado em rede social que o governo não iria adquirir “vacina da China”. Já o Ministério da Saúde, por meio de Elcio Franco, secretário-executivo da pasta, após declaração do presidente, afirmou que o protocolo de intenções firmado com o Instituto Butantan não tem caráter vinculante e o comunicado sobre o protocolo de inteções foi retirado do site da pasta.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.