Como fazer marketing de afiliados para casas de apostas?

0

O marketing de afiliados para apostas esportivas é um assunto muito falado atualmente. Mas, como aproveitar as vantagens dessa estratégia tão utilizada pelo mercado de jogos? O marketing de afiliados nasceu com a internet.

Hoje, a prática responde por 15% da receita total de publicidade digital, de acordo com a SoftwareFindr. A National Retail Federation também afirma que o marketing de afiliados apareceu entre as principais formas de aquisição de clientes para 38% dos profissionais de marketing no Brasil.

Os números de marketing de afiliados do exterior também são impressionantes. Os programas de afiliados são responsáveis por 16% de todas as vendas de comércio eletrônico nos EUA e no Canadá, de acordo com a Business Insider.

O marketing de afiliados considera quatro aspectos: o afiliado, a empresa ou marca, a rede e o cliente. O processo exige que os afiliados promovam a marca através de vários meios. Dessa forma, eles ganham uma comissão por cada venda que fazem ou por cada cliente que recebem. Portanto, a ação beneficia afiliados e marcas.

Geralmente, links ou códigos promocionais identificam quem é o afiliado parceiro e podem calcular o valor correspondente às comissões que serão pagas pela empresa de apostas online. Com a expansão do mercado de apostas no Brasil, o marketing de afiliados vem ganhando cada vez mais popularidade.

Quais métodos são usados pelos afiliados para promover casas de apostas brasileiras?

Existem inúmeras maneiras de trabalhar com marketing de afiliados na prática:

Conteúdo em sites

Muitos apostadores profissionais ou influenciadores têm blogs e portais de sucesso, pois fornecem dicas e estratégias para que outros apostadores melhorem suas habilidades. Normalmente, esses sites promovem o negócio de apostas usando banners, postando notícias, informações sobre promoções, produtos, etc.

Vídeos no youtube

Semelhante ao conteúdo em sites, os Youtubers também ajudam a gerar tráfego de qualidade promovendo itens relacionados a jogos em formato de vídeo e desenvolvendo conteúdo sobre tópicos de jogos, falando sobre sites, promoções e muito mais.

Avaliações e comentários

Blogueiros e influenciadores também podem escrever comentários sobre sites de apostas, repassando informações sobre eles e fornecendo links para os sites, gerando assim mais tráfego para as casas de apostas brasileiras.

Redes sociais

As redes sociais são centros de pessoas que procuram maneiras de se divertir. Portanto, são canais excepcionais para afiliados que trabalham em parceria com casas de apostas brasileiras.

Você pode direcionar o conteúdo para grupos específicos, encaminhando-o para o público-alvo por meio de filtros como hashtags, grupos, perfis, etc. As redes sociais geram conhecimento e tráfego para as marcas.

E-mail marketing

Quando um afiliado se inscreve no programa de afiliados de apostas esportivas de uma marca, ele recebe alguns links para promover. Isso dá às empresas a oportunidade de acompanhar os leads que os profissionais de afiliação trazem. Assim, links que se redirecionam ao site, CTAs, promoções, ofertas de serviços, etc., estão incluídos no e-mail de marketing.

SEO

A competição está cada vez mais disputada para estar entre os primeiros resultados das pesquisas do Google. Dessa forma, as casas de apostas brasileiras otimizam suas páginas com base nos princípios de SEO para garantir que sejam encontradas por seu público-alvo.

Como funciona a compensação dos afiliados?

As empresas definem regularmente uma estrutura de comissão (Participação na Receita) para novos afiliados que se registram diretamente no site do programa. Existem alguns modelos de remuneração de afiliados, que são mais comumente encontrados no mercado. São elas:

CPC – Custo por clique

Neste sistema, o visitante só precisa clicar no link de afiliado. Mas, as comissões no CPC geralmente são muito menores. É usado com a finalidade de gerar tráfego em sites parceiros. Nesse modelo, é muito importante avaliar corretamente se os resultados obtidos por meio do afiliado correspondem à realidade.

Existem algumas maneiras de verificar a confiabilidade dos cliques enviados pelo afiliado:

  • Controlar a conversão de cliques enviados diariamente, contrastando esses dados com os cadastros, FTD, depósitos, GGR, NGR e comissões geradas.
  • Controlando semanalmente o número de jogadores depositantes que o afiliado trouxe com sua campanha CPC e ao final dela, podendo avaliar o LTV de cada novo jogador.
  • Acordos baseados em CPM. Tal como acontece com o CPC, um afiliado pode “inflar” o número de impressões para acelerar uma pré-negociação.

CPA (Custo por Aquisição)

O afiliado ganha a comissão somente se fizer uma venda. Tem a missão de promover o link de venda, mas só recebe se o visitante concluir a compra. O cenário perfeito é que a empresa já conheça o afiliado.

Você pode testá-lo por 1 mês e medir em detalhes os resultados obtidos para avaliar se é do interesse do site prosseguir com um acordo de CPA ou não.

Contratos com base em taxa fixa

Quando um afiliado tem um site suficientemente desenvolvido, seu modelo de receita é baseado exclusivamente na venda de espaço publicitário (anúncios), artigos (comentários) e outros modelos de mídia publicitária.

Contratos baseados em modelos híbridos: Participação na Receita + CPA

Nesses casos, o que o afiliado pede é uma parcela menor da receita (Participação na Receita) e um pequeno CPA para cada novo FTD. O CPA deve ser sempre baixo (entre US$ 10 e US$ 50).

Portanto, o menos arriscado e mais lucrativo para as casas de apostas brasileiras é contar com afiliadas que adotam uma participação na receita ajustada à sua receita em termos de FTD, sempre levando em consideração que o lucro absoluto da empresa é de 78% do NGR total do jogador.

Para o marketing da sua empresa de jogos decolar, você precisa de uma empresa especializada no mercado brasileiro. Descubra o que a Control+F5 Gaming faz para que seu site de apostas opere com sucesso e segurança no mercado brasileiro.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.