Nego Di, do BBB 21, é acusado de golpe após vender produtos online

0

Nego Di, humorista e participante do BBB 21, está sendo acusado de aplicar golpes ao vender produtos online. Ele divulgava produtos, como celulares e eletrodomésticos, da loja Tá di Zuera!, em suas redes sociais.




Os produtos eram anunciados por Nego Di com valores abaixo dos praticados pelo mercado. Muitos clientes nunca receberam suas compras.

Leia também: Vyni, do BBB 22, perde papel em filme após pedir triplo de cachê de Zezé Motta

De acordo com o programa Balanço Geral, da Record TV, já foram mais de cem denúncias. O delegado Rafael Pereira, titular da 1ª Delegacia de Polícia de Canoas (RS), afirmou ao Splash, do UOL, que o número de denúncias segue aumentando. Os clientes afirmam que compraram os produtos, não receberam e encontram dificuldade para conseguir o estorno. “Hoje, já se sabe que os produtos nem sequer existiam”, afirmou o delegado ao Splash.

Nego Di afirma que também sofreu golpe

Na última quinta-feira (21), o ex-BBB afirmou que também foi enganado pelos donos da loja virtual. Para o colunista Leo Dias, do portal Metropoles, Nego Di afirmou que está criando fundo para reembolsar os clientes roubados. “Vou lutar até o final para conseguir os direitos das pessoas na Justiça”, disse ele.

Ainda de acordo com ele, na última terça-feira (19) ele foi para a 1ª Delegacia de Polícia Civil (DPC) de Canoas, na Região Metropolitana, Rio Grande do Sul, denunciar o casal responsável pela Tá de Zueira, prestar depoimento e apresentar documentos comprovando que não tem envolvimento com a loja.

Leia também: Eslovênia revela afastamento de Vyni após BBB 22: ‘Ele é outra pessoa’

“Eu levei 72 folhas de prints oficiais de conversas com eles. Eu fiquei tentando, desde que começaram os atrasos, perguntando o que estava acontecendo, cobrando eles. Não ganhei nada com a loja, nenhum valor. Não tenho nada a esconder, inclusive deixei meu celular disponível à Polícia”, disse ele ao Metropoles.

O ex-BBB fez propaganda da loja afirmando que era o dono. Entretanto, de acordo com ele, não foi assinado nenhum contrato de sociedade e ele optou por desfazer a parceria.




Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.