BrasilCentro-OesteNotícias

Mais de mil bois morrem no MS com suspeita de botulismo




Uma fazenda de Ribas do Rio Pardo (MS) perdeu mais de 1000 cabeças de gado entre 2 e 5 de agosto. A suspeita é de que a morte tenha sido causada por botulismo.

Veja também: MAPA define quem fará a prova para a contratação de 300 veterinários

Estudante de medicina veterinária morre após acidente em atividade prática

A Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal do Mato Grosso do Sul (Iagro) foi informada e, de acordo com os produtores, tomadas todas as providências cabíveis foram tomadas.

Segundo a nota técnica oficial do Iagro, “os ingredientes para a fabricação da ração na propriedade são de uso permitido por lei, mas podem ter havido falhas na conservação, propiciando condições favoráveis ao desenvolvimento do Clostridium e consequente produção da toxina”.

Embora a suspeita seja de que o botulismo tenha levado os animais à morte, o diagnóstico ainda não foi concluído e os profissionais investigam outras possíveis causas cujos sinais clínicos são semelhantes.

Até o momento, foram 1100 mortos e todos eles estavam confinados. Os  lotes de bovinos e ovinos fora do confinamento não apresentaram nenhuma sintomatologia.



“Com relação à suspeita, o botulismo é uma toxinfecção, ou seja, o animal adquire a doença por meio da ingestão de toxinas produzidas pela bactéria do gênero Clostridium em condições de anaerobiose”, diz a nota técnica do Iagro.

As carcaças estão sendo destruídas e enterradas na propriedade. As suspeitas são de que a silagem de milho úmido, que estava sendo fornecida ao gado do confinamento, estava contaminada com a toxina que causa o botulismo.






Comments

0 comments

Etiquetas
Mostrar mais

Milena

Escreveu para sites como Yahoo e Dona Giraffa e atua em plataformas com produção de conteúdo. É formada em medicina veterinária, mas trabalha exclusivamente com redação desde 2013. Contato: milena@horabrasil.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios