Greve dos Caminhoneiros: supermercados limitam quantidade de itens comprados




A greve dos caminhoneiros chega a seu quarto dia  hoje (24) e já resulta em falta de alimentos à venda em algumas cidades. Vários supermercados estão limitando o número de itens comprados por cliente, para tentar atender a um número maior de consumidores.

Veja também: Miss Brasil 2018: dia, horário e como assistir ao vivo na TV e online

Na cidade de Iguape, Vale do Ribeira em São Paulo, um dos maiores supermercados da cidade já limitou a compra de itens básicos como arroz, feijão e óleo. O caminhão, que abastecia o local diariamente, não está mais conseguindo chegar e alguns alimentos estão acabando.

Do outro lado, os consumidores estão estocando alimentos em casa. A insegurança é tamanha que há quem esteja comprando velas, com medo do que possa vir a acontecer. “A gente não sabe onde isso irá parar”, disse um com clientes do supermercado.

greve dos caminhoneiros
Greve dos caminhoneiros: em Iguape – SP a venda de alimentos está limitada

Greve dos Caminhoneiros não tem dia para acabar



A greve dos caminhoneiros é em protesto contra a alta do diesel e a carga tributária no combustível. De acordo com informações da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), o movimento não tem dia para acabar.

A Abcam disse à Reuters, através de sua assessoria de imprensa, quando a isenção da alíquota PIS/Cofins sobre o produto for sancionada pelo presidente Michel Temer e publicada no DO.

A greve acontece em todo o país, com bloqueios em estradas e desabastecimento de produtos.

Milena

Escreveu para sites como Yahoo e Dona Giraffa e atua em plataformas com produção de conteúdo. É formada em medicina veterinária, mas trabalha exclusivamente com redação desde 2013. Contato: milena@horabrasil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *