Eleições 2018: Justiça Eleitoral esclarece boato de fraude na urna

Neste domingo (07), as eleições 2018 estão acontecendo em todo o Brasil. Ainda durante a manhã, começou a circular nas redes sociais suposta ausência de processamento de votos numa urna.




No vídeo divulgado, a urna não processa o voto para presidente. A Justiça Eleitoral em Minas Gerais esclareceu o boato. De acordo com a Justiça Eleitoral, as seções eleitorais de Minas Gerais têm modelos de urnas eletrônicas diferentes. A urna mais atual é de 2015 e processa os votos mais rápido, enquanto o modelo mais antigo, de 2008, demora mais.

Foram feitas filmagens de votação paralela com as duas urnas para que o eleitor visualize o encerramento da votação e registre o seu voto.

A Justiça Eleitoral também afirmou que o vídeo em que supostamente a urna “auto completa” o voto não é verdadeiro. Os vídeos não mostram o teclado no momento em que o outro número teria sido colocado sozinho.

O Ministério Público Federal e a Polícia Federal estão apurando a veracidade de vídeo postado por Flávio Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro. No vídeo, um suposto eleitor tenta votar e, após apertar o número 1, o nome de Fernando Haddad (PT) aparece como opção de voto.

Veja abaixo os testes divulgados pelo TRE-MG sobre as eleições.




Natalia Marinho

Formou-se em Jornalismo em 2010. Já escreveu para sites como Yahoo Brasil (em editorias como Yahoo Mulher e Yahoo Finanças), Compara Seguros, Beleza na Web, Pet Love, Viva Real, Americanas Viagens e Submarino Viagens. Contato: natalia@horabrasil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *