BrasilNotícias

Proprietárias da ONG Pata Voluntária são presas suspeitas de fraude

As proprietárias da ONG Pata Voluntária foram presas nesta sexta-feira (05), após suspeitas de fraude para arrecadar dinheiro de internautas.


As proprietárias da ONG Pata Voluntária foram presas nesta sexta-feira (05), após suspeitas de fraude para arrecadar dinheiro de internautas. O delegado Leonam Pinheiro confirmou a informação ao G1.




O perfil da ONG conta com mais de 1,5 milhão de seguidores no Instagram e era conhecido por fazer trabalho de acolhimento de animais abandonados em Maceió. Na última quinta-feira (04), o perfil na rede social postou pedido de ajuda e alegando que o abrigo havia sofrido assalto. O post falava também sobre assédio e agressão.

“Estamos em pânico, com medo, sem forças pra nada, mas infelizmente não temos a opção de parar pra nos recuperar, temos que lutar pelos animais que resgatamos, pois eles não têm mais ninguém no mundo a não ser nós aqui e vocês. Os animais estão sem nada e não temos de onde tirar, o que tem na sede principal só dá para os animais doentes, estamos desesperadas. Por misericórdia imploramos que ajudem”, dizia o post. “Roubaram tudo que tínhamos no abrigo! Nossos animais estão sem nada! Nos agrediram e levaram tudo! Socorro!”.

Na manhã desta sexta, a ONG postou imagem de dois Boletins de Ocorrência, feitos em Maceió e Messias, além de pedir desculpas pela demora em registrar o assalto. “Ontem ainda estávamos completamente em choque pelo trauma que passamos, pois não foi apenas um roubo, fomos humilhadas e agredidas”, afirmaram. O post ainda agradecia aos delegados Leonam Pinheiro e Bruno Lima.




Horas depois, uma nova mensagem foi postada na rede social da ONG Pata Voluntária. “Peço a todos que parem de doar. Infelizmente, descobrimos que não houve crime algum. Trata-se de uma fraude para receber dinheiro”, dizia o post, que foi assinado pelos delegados Leonam Pinheiro, Fábio Costa e Thiago Prado.


Também foi postado vídeo com o local onde a ONG deveria funcionar. “Aqui supostamente seria a sede do abrigo. Nós encontramos fechada, do jeito que estou mostrando, não tem absolutamente nada, nem estrutura, muito menos animais, está a sede totalmente abandonada. Aqui é o local onde supostamente teria acontecido o assalto, onde elas foram assediadas, onde estariam os animais”, diz o autor do vídeo.

Etiquetas
Mostrar mais

Natalia Marinho

Formou-se em Jornalismo em 2010. Já escreveu para sites como Yahoo Brasil (em editorias como Yahoo Mulher e Yahoo Finanças), Compara Seguros, Beleza na Web, Pet Love, Viva Real, Americanas Viagens e Submarino Viagens. Contato: natalia@horabrasil.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios