BrasilEconomiaNotícias

Auxílio emergencial: Caixa libera pagamento por QR Code via celular

A partir desta sexta-feira (29), beneficiários do auxílio emergencial podem utilizar o saldo para fazer compras via celular. O benefício foi criado para auxiliar MEIs, trabalhadores informais, autônomos e desempregados durante a pandemia do novo coronavírus.




De acordo com a Caixa Econômica Federal (CEF), a tecnologia está disponível em cerca de 3 milhões de estabelecimentos de todo o Brasil. Com a tecnologia, será possível fazer compra utilizando o saldo do auxílio, bastando posicionar o celular na maquininha do cartão, por meio do QR Code, código que é uma forma de código de barras lido por celulares.

A tecnologia ficou disponível para dispositivos Android nesta sexta (29) e ficará disponível para dispositivos iOS neste sábado (30). De acordo com a Caixa, a ferramenta foi desenvolvida em dez dias.

Como utilizar

A tecnologia deve ser acessada pelo aplicativo Caixa Tem. Os beneficiários do auxílio emergencial recebem a segunda parcela na conta poupança digital da Caixa. No aplicativo, escolha a opção “pagar na maquininha”.

A câmera do celular abrirá. Nesse momento, basta apontar a câmera para o QR Code mostrado na maquininha, verificar o valor e confirmar. O recibo será impresso. O beneficiário pode optar por pegar o comprovante ou não, já que o app Caixa Tem armazena cada compra.




A possibilidade de utilizar o saldo do auxílio emergencial por compras via celular foi pensada como uma forma de evitar aglomerações e filas no banco por saques do valor em espécie.

Etiquetas
Mostrar mais

Natalia Marinho

Formou-se em Jornalismo em 2010. Já escreveu para sites como Yahoo Brasil (em editorias como Yahoo Mulher e Yahoo Finanças), Compara Seguros, Beleza na Web, Pet Love, Viva Real, Americanas Viagens e Submarino Viagens. Contato: natalia@horabrasil.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios