Alcatrazes agora é unidade de conservação

0




Na noite de terça-feira (2), presidente interino Michel Temer assinou um decreto que cria o Refúgio de Vida Silvestre (RVS) do Arquipélago de Alcatrazes. O local fica no litoral norte de São Paulo, no município de São Sebastião.

“Trata-se de um passo importante, uma sinalização da nova gestão, de que nós estamos inteiramente em consonância com as preocupações globais a respeito do mar. A criação desta unidade marinha será muito importante, não somente para a manutenção da biodiversidade, mas também para atrair o turismo”, destacou o ministro Sarney Filho.

 “O Santuário preservará ambientes naturais únicos e de notável beleza cênica nas águas brasileiras, além de proteger os animais que usam a área para alimentação, reprodução e abrigo”, afirmou o secretário de Biodiversidade e Florestas do MMA, José Pedro de Oliveira.




O local, que agora é unidade de conservação, tem potencial para mergulho e turismo em seus 67,3 mil hectares. Com ela, são 326 o número de UCs geridas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) no País.

O Arquipélago de Alcatrazes abriga espécies insulares, endêmicas, ameaçadas ou migratórias que utilizam o local para alimentação, reprodução e abrigo. Dentre as espécies, há algumas ameaçadas e outras endêmicas. Como exemplos estão Elecatinus figaro (peixe), Scinax alcatraz (anfíbio) e Bothrops alcatraz (réptil).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.