Chama Paralímpica: revesamento da tocha começa nesta quinta

0



As Paralimpíadas nasceram na cidade de Stoke Mandeville, na Inglaterra. Na abertura dos jogos, a chama acesa vai ser a união simbólica das cinco chamas de cada uma das cidades, que representam as regiões brasileiras e participam do revezamento da tocha, e da cidade em que ela foi criada.

Veja também: Ingressos para Paralimpíadas: veja como comprar o seu

Ronaldinho Gaúcho lança música para as Paralimpíadas

O ato simbólico visa enaltecer os valores do Espírito Paralímpico: igualdade, determinação, inspiração, coragem, transformação e paixão pelo esporte.

Cada um dos valores será representado por uma das cidades participantes do revezamento da Tocha Paralímpica. Em cada uma delas, as pessoas responsáveis pela condução da Tocha vão visitar institutos para deficientes visuais e locais de reabilitação.

Diferentemente do que aconteceu nos Jogos Olímpicos, desta vez, a chama será enviada para o Rio de Janeiro de maneira digital, depois de o revezamento ser feito em cada região. A chama será acesa no Museu do Amanhã no dia 6 de setembro.

Para que todo esse percurso virtual possa ser feito, a energia precisa ser enviada pelas pessoas, usando as redes sociais. Para isso, internautas podem escrever mensagens usando a hashtag #ChamaParalímpica e outra com um dos valores Paralímpicos, por exemplo #igualdade.

Participam do revezamento da Tocha Paralímpica as seguintes cidades: Brasília (DF), Belém (PA), Natal (RN), São Paulo (SP), Joinville (SC) e Rio de Janeiro (RJ). São 700 condutores que vão percorrer 250 quilômetros. Ao todo, 28 locais vão ser visitados. A pira ficará acesa na Praça da Candelária, no Centro do Rio.

Os Jogos Paralímpicos Rio 2016 têm início na quarta-feira, dia 7 de setembro no Estádio do Maracanã.





Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.