Scarlett Johansson defende Woody Allen: ‘Eu o amo e acredito nele’

0


Em entrevista ao The Hollywood Reporter, a atriz Scarlett Johansson defendeu Woody Allen. O cineasta foi acusado pela ex-afilhada, Dylan Farrow, de tê-la molestado quando ela era criança e ele era casado com a atriz Mia Farrow, sua mãe.




Scarlett e Woody trabalharam juntos em três filmes, entre 2005 e 2008: “Match Point”, “Scoop – O Grande Furo” e “Vicky Cristina Barcelona”. A atriz afirmou que acredita na inocência do diretor. “Eu amo o Woody. Acredito nele e trabalharia com ele em qualquer momento”, afirmou. “O vejo sempre que posso e tive conversas com ele sobre isso. Fui muito direta com ele e ele foi muito direto comigo. Ele mantém a sua inocência e eu acredito nele”.

A atriz também sabe que sua opinião não é popular em Hollywood. “É difícil porque estamos em um momento em que as pessoas estão muito agitadas, e com razão. As coisas precisam ser estimuladas, e as pessoas tem muita paixão, todos estão sentindo muito e estão bravas, e é justo. É um momento intenso”, disse ela.

A acusação de Dylan Farrow voltou à tona após a popularização do movimento #MeToo. Após a polêmica voltar à tona, o cineasta processou a Amazon; o estúdio quebrou contrato de quatro filmes que tinha com Woody Allen após a acusação voltar aos holofotes.


O primeiro filme que marcaria a parceria entre o diretor e a Amazon, “Um Dia de Chuva em Nova York”, será lançado na Europa e no Brasil, mas ainda não tem previsão de estreia nos Estados Unidos. Scarlett Johansson atualmente está promovendo o filme “História de Um Casamento”, da Netflix e lançado no Festival de Veneza. A atriz está sendo elogiada por seu trabalho no filme de Noah Baumbach, que ainda não tem previsão de estreia no Brasil.




Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.