Médicos veterinários devem se cadastrar para atuar no combate ao coronavírus

0

Após a publicação da portaria nº 639, que solicita que os profissionais da saúde façam um cadastro para que possam atuar no combate ao coronavírus, o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) se pronunciou. Em nota, foi esclarecido que o cadastro de 140 mil médicos veterinários foi fornecido ao Ministério da Saúde.




Esses profissionais, que estão inscritos no conselho de classe, deverão fazer um cadastro e uma qualificação online.

“É um contingente qualificado de profissionais de Saúde Única à disposição do Ministério da Saúde para auxiliar no que for necessário, com capacitação para cuidar da saúde animal, humana e do meio ambiente, e vasto conhecimento sanitário para ajudar o país a superar essa pandemia”, afirma o presidente do CFMV, o médico-veterinário Francisco Cavalcanti.

Como será o cadastro dos médicos veterinários no combate ao coronavírus

Antes de serem convocados, os médicos veterinários deverão fazer o registro no site https://registrarh-saude.dataprev.gov.br.

Segundo o CFMV, os dados dos profissionais cadastrados serão cruzados com os fornecidos pelo conselho, para confirmar que as pessoas são realmente graduadas e estão habilitadas pelo conselho de classe.

Depois da validação do cadastro, todos deverão fazer a capacitação obrigatória nos protocolos oficiais de combate ao coronavírus aprovados pelo Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (Coes). Os profissionais farão os cursos a distância e receberão certificado de conclusão. Apenas após essa etapa poderão ser convocados.



Como é um caso de pandemia, o Ministério da Saúde ressaltou, em seu comunicado oficial ao CFMV, “o caráter obrigatório do cadastramento dos profissionais e da participação na capacitação”.

Leia a portaria nº 639 de 31 de março de 2020 na íntegra.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.