Bolsonaro confirma auxílio emergencial até dezembro de 2020

0

Nesta sexta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou que o auxílio emergencial será prorrogado até dezembro de 2020. Entretanto, ele não deu mais detalhes sobre o valor das parcelas da prorrogação.  A declaração do presidente foi dada após apoiadora pedir a prorrogação do programa em evento no Rio Grande do Norte.




“O Auxílio Emergencial foi bem-vindo, mas ele custa R$ 50 bi de reais, e infelizmente não pode ser definitivo, mas vamos continuar com ele, mesmo com valores diferentes, até que a economia possa pegar em nosso país”, disse Bolsonaro durante o evento.

Nesta semana, o pagamento da quinta – e até então última – parcela começou a ser feito para beneficiários do Bolsa Família. Esse grupo termina de receber a 5ª parcela no dia 31 de agosto. Ao ser perguntado sobre uma possível prorrogação do auxílio, o presidente respondeu: “Até dezembro, só não sei o valor”. Ele afirmou que o benefício custa R$ 50 bilhões a cada mês e que “não pode ser eterno”.

De acordo com o jornal O Globo, a equipe econômica do governo decidiu que a prorrogação do auxílio será de quatro parcelas de R$ 300, pagas em setembro, outubro, novembro e dezembro. Segundo fontes do Palácio do Planalto ouvidas pelo jornal O Globo, os detalhes serão colocados em Medida Provisória que será enviada ao Congresso Nacional nos próximos dias.

O ministro da Economia Paulo Guedes defendia prorrogação a R$ 200. Bolsonaro considerou o valor insuficiente e optou pelo meio-termo de R$ 300, já que há parlamentares que defendem que a prorrogação seja mantida a R$ 600.

O Congresso Nacional deverá aprovar a Medida Provisória enviada pelo governo com o novo valor das parcelas do auxílio emergencial.




Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.