Eleições 2020: Como calcular o quociente eleitoral para vereador?

0

O quociente eleitoral é utilizado no sistema eleitoral brasileiro para definir quais candidatos serão eleitos em disputa por cargos proporcionais. É o caso de vereadores, deputados estaduais e distritais e federais. As eleições 2020 acontece neste domingo (15) para eleger prefeitos e vereadores.




O quociente eleitoral é calculado dividindo o número de votos válidos pela quantidade de vagas no Legislativo em disputa (Câmara Municipal, Assembleia Legislativa ou Câmara dos Deputados). Os votos válidos desconsideram os brancos e nulos. Para chegar ao número de vagas que cada partido terá direito, o número de votos válidos da legenda é dividido pelo quociente eleitoral, dando origem ao quociente partidário.

O resultado não leva em conta casas decimais e mostra o número de vagas que será ocupado pelos políticos do partido em questão. Essas vagas são distribuídas de acordo com a votação nominal dos candidatos do partido. Entretanto, só podem ser eleitos candidatos com número de votos igual ou de mais de 10% do quociente eleitoral.

E se sobrarem vagas?

Se sobrarem vagas, elas são distribuídas por cálculo da média. Ou seja, é feita divisão de número de votos válidos de cada partido pelo número de lugares obtidos por cada legenda. Quem tiver o resultado maior ganha a vaga que sobrou. Isso se repete a cada vaga remanescente.

Como calcular o quociente eleitoral?

Para determinar como as vagas serão distribuídas nas eleições, é necessário primeiramente calcular o quociente eleitoral. É necessário dividir o número de votos válidos (em candidatos e em legendas) pelo total de vagas em disputa. O quociente eleitoral é a quantidade de votos necessário para que um vereador seja eleito.

Como calcular o quociente partidário?

Em segundo lugar, é necessário calcular o quociente partidário. Nesse caso, é necessário dividir os votos em candidatos e na legenda do partido pelo quociente eleitoral. O resultado dessa divisão é o total de vagas que a legenda conquistou.




A partir das eleições 2020, há exigência de que os candidatos que ocuparão essas vagas devem ter votos de número igual ou maior que 10% do quociente eleitoral. Essa regra tem como objetivo evitar “puxadores de votos”, que acabavam por eleger candidatos sem representatividade eleitoral.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.