Quem é o ‘serial killer de Brasília’?

0

Lázaro Barbosa Sousa, 33 anos, natural da Bahia, chamado de “serial killer do DF” ou “serial killer de Brasília” é suspeito de ter cometido vários crimes nos últimos dias e aterrorizou os locais por onde passou. “Serial killer”, em português, significa “assassino em série”. Ele está foragido há seis dias e está sendo procurado pelas polícias do Distrito Federal e de Goiás.




O suspeito é acusado de balear três pessoas, matar quatro, invadir chácaras, tentar atear fogo em uma casa e fazer reféns. As Polícias Civil e Militar do Distrito Federal e Goiás procuram o suspeito em uma região de matagal de Cocalzinho, Goiás, no entorno do DF.

Lázaro Barbosa Sousa quase foi pego na rodovia BR-070, perto de Edilândia (GO), no último domingo (13). As buscas aconteceram na madrugada desta segunda-feira (14). Na tarde do último dia 13, o foragido roubou carro em chácara de Cocalzinho (GO) e abandonou o carro após ver bloqueio montado pela polícia, que encontrou um carregador de munições dentro do veículo. Foi feita busca pelas matas, com drones, helicópteros e cães farejadores.

Serial killer de Brasília baleou três pessoas no último sábado

De acordo com a nota divulgada pela Polícia Militar do Distrito Federal, o foragido invadiu fazenda da família de soldado da corporação no último sábado (12) e fez o caseiro de refém. Ele teria ingerido bebida alcoólica, cortado os fios da internet e destruído o carro. Horas mais tarde, ele invadiu outra casa e baleou três pessoas. Uma idosa e uma criança também moravam no local. Ele teria roubado duas armas e munições do local.

Testemunhas afirmam que o “serial killer de Brasília” tentou atear fogo na casa, mas desistiu por causa da senhora e da criança. A polícia relatou que “houve a reação de 15 disparos de arma de fogo na direção dos agentes de segurança” quando tentaram chegar à propriedade. Souza teria fugido para a mata próxima. Os oficiais ocupam dezessete fazendas da região para garantir a segurança dos moradores.

Quatro pessoas foram assassinadas em zona rural do Distrito Federal

O “serial killer de Brasília”, como está sendo chamado nas redes sociais, também é acusado de matar o empresário Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, e seus filhos, Carlos Eduardo Marques Vidal, 15, e Gustavo Marques Vidal, 21. Eles foram encontrados mortos na madrugada de quarta-feira (09), em chácara na região do Incra 9, em CeilÂndia, no DF. Cleonice Marques, 43 anos, foi sequestrada no momento da fuga.

Antes do criminoso entrar na casa, Cleonice ligou para o seu irmão pedindo socorro. Ele chegou no local pouco tempo depois, mas encontrou o corpo do marido da irmã e seus dois filhos no local. Cleonice ficou desaparecida por dias. Na tarde de sábado (12), o corpo da mulher, sem roupa e com diversos cortes, foi encontrado em córrego próximo ao Sol Nascente.




Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.