Marcos Harter é acusado de agredir paciente com complicações após cirurgia plástica

0

O ex-BBB Marcos Harter, 42 anos, foi acusado de agredir paciente que teve complicações após cirurgia plástica nos seios. A paciente, de 37 anos, denunciou ter sido vítima de violência física e verbal no consultório do cirurgião plástico e ex-BBB em Sorriso, no Mato Grosso.




O crime teria acontecido na última terça-feira (21). A paciente foi a uma delegacia para registrar boletim de ocorrência contra o participante do Big Brother Brasil 17. De acordo com a Polícia Civil do Mato Grosso, o caso é tratado como difamação.

A paciente é pedagoga e deu entrevista na porta da delegacia para o JK Notícias. Ela afirma que fez uma cirurgia plástica nos seios, que custou R$ 15 mil, após procurar o ex-BBB em 2017. Mas a cirurgia não saiu como o esperado. A vítima passou a sentir dores e tentou retornar ao médico, mas não conseguia contatá-lo.

Após conseguir contato com Marcos Harter, ele afirmou que não havia complicações no pós-operatório da paciente. A mulher ouviu uma segunda opinião médica, que constatou um problema. Então, a vítima contatou novamente o ex-BBB para contestar o seu posicionamento e o desentendimento teria acontecido nesse reencontro.

“Fiz a cirurgia com ele já tem quase dois anos. Por causa da pandemia, demorou para acontecer o retorno. Consegui no mês três [março de 2020]. Ele me pediu ressonância, porque eu estava com muita dor do lado esquerdo do peito. Fiz a ressonância e mandei via WhatsApp. É um custo [falar com o profissional]. Eles não atendem, nem telefone e nem WhatsApp. Enfim, ele falou que não tinha nada [na ressonância]”, contou ela.

“Com muitas dores, fui a um ginecologista, que falou: ‘Seu caso é um pouco grave. Sua prótese está virada pegando o músculo e você tem um nódulo’. Como uma pessoa fez a cirurgia em mim e não viu que eu tinha um nódulo antes? E eu sentindo dor. O seio direito, a mastopexia que ele fez, a minha auréola não ficou redonda. Ficou quadrada. A gente começou a discussão por causa disso”, disse ela.

A paciente afirmou que foi retirada à força da clínica. “Fui reclamar do atendimento. Os números que eles dão, ninguém atende. A gente manda mensagem e não tem retorno. Fui reclamar disso. Foi quando ele se exaltou e começou a ser grosso. Começou a xingar. Peguei o celular e falei: ‘Já que você vai ser grosso comigo e me xingar, vou filmar’. Ele arrancou o celular da minha mão, me pegou pelo braço e saiu me arrastando pelo consultório como se eu fosse um nada. Um lixo”, continuou.

“Isso foi agressão. Eu estava estressada, realmente. Mas estava no meu direito. Não fiz procedimento barato. Não fiz de graça. Depois que ele me arrancou do consultório pelo braço com o meu celular na mão, ele me levou até a porta da frente. Pegou meu celular e jogou na grama, como se eu não fosse nada: ‘Vai lá, cachorra. Vai lá, lixo. Pega seu celular que você não significa nada'”, denunciou.

Marcos Harter nega agressão

O ex-BBB foi até a delegacia nesta terça-feira (21) para prestar esclarecimentos. Ao portal JK Notícias, ele negou a agressão. “Nunca agredi nenhuma mulher”, alegou.

Harter afirmou ter convidado a paciente a se retirar porque ela estava exaltada. “Hoje teve um atendimento de um pós-operatório de dois anos. Uma paciente entrou na clínica nada colaborativa, xingando a equipe, os funcionários, a menina da recepção e as enfermeiras”, disse ele.

“Nós oferecemos aos pacientes um formulário de reclamações. Nós notamos, no decorrer do atendimento, que a paciente não estava interessada em resolver o problema ao qual ela se referia. Na verdade, nos pareceu que o interesse dela era fazer algazarra e atazanar a equipe”, declarou o ex-BBB.

“A paciente [estava] insistentemente reclamando, dizendo que a minha equipe era uma merda. Eu, prontamente, solicitei desculpas. Nós trabalhamos com um volume bastante alto. A paciente, insistentemente, gritando. Eu acho que as pessoas têm que se comportar. Falhas acontecem, mas não sei se de fato ocorreu ou não”, disse ele. “É uma cirurgia que ocorreu no final de 2019. Tem dois anos. Trata-se de uma paciente tabagista. Eventualmente uma má cicatrização pode ocorrer. Mas nós estamos à inteira disposição para resolver os problemas”.

“Logo identifiquei de fato que a paciente não estava interessada em resolver o problema. Estava interessada em fazer arruaça. Solicitei que ela se retirasse da clínica. Convidei ela a se retirar. E quando ela entendesse que, com exaltação, não conseguiria resolver nenhum problema, ela retornasse à clínica”, continuou.

“A paciente ficou indignada, obviamente. Ela já estava indignada e prometeu vingança. Me chamou a atenção um detalhe. Ela falou: ‘Você tem fama de agressor. Vou à delegacia agora. Vou dizer que você me agrediu e ninguém vai acreditar no senhor. Embora esse fato não tenha ocorrido'”, finalizou.

Marcos Harter foi expulso do BBB 17 após ser acusado de agressão contra Emilly Araújo, campeã da edição.




Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.