Repórter que denunciou assédio de Biel é demitida

0




No início desse mês, no dia 3 de junho, uma repórter do iG denunciou que sofreu assédio sexual ao entrevistar MC Biel. O caso virou notícia em todo o Brasil. Primeiramente, Biel postou que “sucesso e felicidade incomodavam” e seu pai saiu em sua defesa. Por causa de toda a repercussão negativa, cinco dias depois ele gravou vídeo pedindo desculpas. Mesmo o vídeo teve repercussão ruim entre a maioria das pessoas e ele perdeu contratos importantes.

A jornalista, que não teve nome divulgado, tirou “licença” para se recuperar emocionalmente do caso. A “licença” foi dada no dia 6 de junho. Agora, entretanto, ela foi demitida. A notícia veio a público sexta-feira (17).

O jornalista Fernando Oliveira tuitou: “Dos absurdos do dia: a repórter do iG que denunciou Biel por assédio acaba de ser demitida. Que surreal”. O tuíte teve mais de 1.000 RTs. Em seguida, ele tuitou: “Relatos da redação: a repórter ficou surpresa e saiu da redação aos prantos. Que história triste, que desnecessário, iG”.

Diversas páginas feministas e perfis pessoais estão cobrando um posicionamento do iG, marcando seu usuário no Twitter e questionando na página oficial do Facebook.

A editora-executiva do iG, Patrícia Moraes, disse ao Ego na época da “licença” que ela foi dada porque a repórter estava “muito abalada emocionalmente”. Após a notícia sobre a demissão ser publicada na internet, o HuffPost Brasil entrou em contato com o iG mas não obteve resposta. Ao BuzzFeed, o iG disse que não irá se pronunciar sobre o assunto.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.