Haddad muda discurso em periferia de SP e fala em luta contra o ‘golpe’

0




Apenas dois dias após falar que “golpe é uma palavra muito dura” para definir o processo de impeachment de Dilma Rousseff, Haddad parece ter voltado atrás. O candidato à reeleição participou de evento ao lado do ex-presidente Lula. Ele mudou o discurso e falou em “luta contra o golpe”. O prefeito de São Paulo também falou que vítima de uma conspiração.

Na última quarta-feira, em entrevista para o Estadão, Haddad disse que “golpe é uma palavra um pouco dura”, pois “lembra a ditadura militar”. A sua declaração acabou irritando petistas. O discurso do golpe é o que os petistas têm adotado desde o início do processo de impeachment.

A sua mudança de discurso aconteceu em plenária do PT na periferia de São Paulo. Ele também afirmou que Temer ameaça os direitos da população na área social.

Discurso de Lula

Já o ex-presidente Lula criticou indiretamente Marta Suplicy, candidata à prefeitura de São Paulo pelo PMDB. Marta saiu do PT ano passado e entrou no PMDB. “Eu sei que tem outros candidatos que já foram do PT e que não dizem que saíram do PT”, disse ele.

Rui Falcão, presidente do PT, instigou os militantes do partido a fazerem cobranças a Temer. “Vocês têm a obrigação de, quando encontrarem o Temer, não precisa xingá-lo ou ofendê-lo como eles fizeram com a Dilma, mas têm que falar: devolva o meu voto, devolva o mandato da Dilma”, disse.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.