Marcos Falcon, Presidente da Portela, é assassinado

1



Candidato a vereador, a seis dias da eleição, Marcos Falcon, 52 anos, foi assassinado. Ele, que é Presidente da Portela, era casado com a porta-bandeira da Beija-Flor, Selminha Sorriso.

De acordo com informações do jornal Extra, a assessoria confirmou a morte de Marcos. O comitê eleitoral dele teria sido invadido por homens armados com fuzis. Eram quatro criminosos durante o ataque, que levou o candidato a vereador à morte.

Relatos iniciais informam que os bandidos estariam com os rostos tampados com capuz e teriam fugido logo após o assassinato. Felipe Guimarães, que é tesoureiro da Portela, também foi atingido por um tiro, que pegou de raspão.

Agentes da Divisão de Homicídios (DH) estão a caminho do local, que fica localizado na esquina das ruas Carlos Xavier e Maria José, em Oswaldo Cruz, Zona Norte do Rio.

Marcos Falcon havia sido ameaçado

Ele, que assumiu a presidência da Portela em maio de 2016, já havia sido ameaçado de morte. Um inquérito chegou a ser aberto e finalizado. Depois, foi encaminhado para o Juizado Especial Criminal (Jecrim). Falcon era subtenente da PM e estava afastado por ser candidato.

O candidato teria uma reunião com o Prefeito Eduardo Paes na noite desta segunda-feira (26). O encontro seria na quadra da escola de samba São Clemente, no Centro. Amigos de Selminha Sorriso já deixam mensagens de conforto em sua página pessoal, após morte de Marcos Falcon.

1 comentário
  1. antonione Diz

    Nossas escolas de samba representam muito bem o BRASIL, são lindas, capazes de fazer grandes espetáculos, e comandadas por bandidos, muitos deles são políticos. A verdade é que nos cariocas e brasileiros vivemos ainda no regime da força, manda quem pode e obedece quem quer continuar vivo. VERGONHA!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.