Ministro da Economia confirma mais duas parcelas do auxílio emergencial

0

Nesta terça-feira (09), o ministro da Economia Paulo Guedes confirmou que o auxílio emergencial será pago por duas parcelas a mais que o previsto. Jair Bolsonaro (sem partido) já havia confirmado a prorrogação.




Guedes afirmou que durante os dois meses de prorrogação o setor produtivo pode se preparar para voltar à ativa. “E depois, entra a fase de decolar novamente, atravessando as duas ondas [da pandemia e do desemprego]”, disse ele sobre a economia brasileira durante a Reunião do Conselho de Governo.

A previsão inicial era de que o auxílio seria pago em três parcelas de R$ 600. Ele foi criado para auxiliar trabalhadores informais, autônomos, desempregados e microempreendedores individuais (MEIs) durante a pandemia do novo coronavírus. Mães solteiras recebem pagamento de R$ 1.200.

Apesar do ministro da Economia não ter citado valores, o presidente Bolsonaro já manifestou que o objetivo é que as novas parcelas sejam menores que os R$ 600 iniciais.




Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.