Quem trabalha fora de casa tem o triplo de chance de se infectar por coronavírus

0

Nesta semana, foi divulgado após a nova fase do inquérito sorológico que quem trabalha fora de casa tem o triplo de chance de se infectar por coronavírus do que quem trabalha em casa. A nova fase do inquérito sorológico foi realizada pela Prefeitura de São Paulo.




Entre quem trabalha em casa, o índice de infecção é de 6,2%. Entre quem trabalha fora de casa, é de 18,5%. Entre os desempregados, o índice de infecção é o dobro do que quem trabalha em casa, de 12,7%. “O que isso revela é que provavelmente quem trabalha fora se expõe e quem é desempregado sai em busca de trabalho”, afirmou Edjane Torreão, secretária adjunta de saúde.

A prevalência do coronavírus em São Paulo é de 10,9%; anteriormente, o índice era de 11,1%. O prefeito da cidade, Bruno Covas, acredita que os índices representam estabilidade. “A prevalência do coronavírus em São Paulo é de 10,9%; anteriormente, o índice era de 11,1%. O prefeito da cidade, Bruno Covas, acredita que os índices representam estabilidade”, disse ele.

Ainda de acordo com a pesquisa, a prevalência da presença do coronavírus acontece entre os mais jovens. “A consolidação a partir dessas fases todas já realizadas a maior prevalência é na faixa etária entre 18 e 34 anos, queria ressaltar a importância da conscientização dos nossos jovens. Volta e meia a gente ainda identifica pancadões, festas irregulares. Aqui tem também principal faixa etária que tem que sair pra trabalhar, mas tem a responsabilidade dos jovens para com nossos idosos”, afirmou Bruno Covas.

A pesquisa também mostrou que o percentual de pessoas assintomáticas é de 40% e que a maior prevalência ocorre entre pretos, pardos e pessoas com baixa escolaridade.




Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.