Governo anuncia prorrogação do auxílio emergencial por mais três meses

0

Nesta segunda-feira (05), o governo brasileiro confirmou a prorrogação do auxílio emergencial por mais três meses. O benefício emergencial chegaria ao fim em julho e, agora, será pago até outubro. O decreto que prorroga o programa já foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro.




Agora, o governo deve enviar Medida Provisória ao Congresso abrindo crédito extraordinário em favor do Ministério da Cidadania para repassar os valores. As novas parcelas do auxílio devem continuar as mesmas, entre R$ 150 e R$ 375 por mês, variando de acordo com a composição familiar do beneficiário.

Os requisitos para receber o programa continuarão os mesmos e o novo calendário deve ser divulgado pela Caixa Econômica Federal em breve. “O benefício será operacionalizado e pago pelos meios e mecanismos já utilizados no pagamento do auxílio durante o ano corrente”, afirmou a Secretaria-Geral da Presidência em nota.

“Trata-se de ato fundamental viabilizar o pagamento do Auxílio Emergencial 2021 por período complementar, o que tem se mostrado essencial para a subsistência da população mais vulnerável, de modo a evitar que milhões de brasileiros caiam na extrema pobreza ou sofram com ela”, afirma a nota.

Atualmente, o auxílio emergencial é pago em parcelas de R$ 150 por mês para quem mora sozinho, em parcelas de R$ 375 por mês para mães chefes de família e em parcelas de R$ 250 por mês para os demais beneficiários.

Os pagamentos do auxílio emergencial são feitos pela conta poupança social digital da Caixa e o valor pode ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Beneficiários do Bolsa Família recebem pagamento pelo cartão do programa.

A prorrogação irá abrir mais espaço no Orçamento do ano para lançar o novo programa social do governo, que deve suceder o Bolsa Família. De acordo com o Estadão/Broadcast, o presidente Jair Bolsonaro chegou a dizer que esse novo programa pagará média de R$ 300 aos beneficiários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.