Valuation: como mensurar o valor da sua marca

0

O valuation é uma metodologia de extrema importância para qualquer empresário ter mais conhecimento sobre sua empresa. É por meio desta avaliação que é possível estimar quanto que o negócio vale e inclusive decidir se está na hora de colocar a companhia à venda.

Primeiramente, precisamos entender do que se trata o valuation. Essa é uma prática utilizada para avaliar quanto o valor de uma empresa. Para que essa metodologia seja aplicada, é preciso se informar sobre os dados da companhia, entender quais as perspectivas para o futuro e mapear exatamente como cada área da empresa está se desempenhando.

Isso dá insumos importantes para que o empresário saiba quanto a sua marca está valendo no mercado, sendo um dado valioso, inclusive, para futuras negociações. Há diversas formas de mensurar o valor de uma companhia, e aqui vamos listar algumas delas:

  1. Lucro

A lucratividade do negócio é uma informação importante para saber quanto vale investir em uma empresa. Para que essa premissa seja levantada, é preciso obter todo o histórico da companhia dos últimos anos, e também mensurar a capacidade que o negócio tem de gerar lucro no futuro. Isso inclui medir os problemas, as dúvidas e questões que precisam ser resolvidas internamente.

  1. Ativos e passivos

A validade dos ativos e controle dos passivos também são tópicos essenciais para calcular o valuation. Os ativos são os bens que a companhia acumula e que podem, eventualmente, ser convertidos em dinheiro. Se o valor de uma empresa for totalmente concentrado na sua quantidade de ativos, ela não é tão valiosa e pode apresentar riscos. Se a independência dos ativos for alta, aí sim estima-se que o negócio esteja indo bem, e o valuation será maior.

Já os passivos, ou seja, o saldo devedor da empresa precisa estar bem controlado. Não importa que tipo de dívida futura que a companhia tenha, o investidor apenas quer saber se elas estão mapeadas e que há uma previsibilidade de solução, para que o negócio não seja desvalorizado.

  1. Crescimento

O quanto a empresa pode alcançar de crescimento futuro pode adicionar ainda mais valor ao negócio. Isso significa que os investidores sempre vão olhar o quanto de rendimento futuro a companhia é capaz de gerar. Mensurar a elevação de receita ao longo do tempo dará maior clareza sobre o potencial de crescimento dela, e ajudará a calcular o valuation de forma mais adequada à realidade do negócio.

  1. Longevidade

O quanto a empresa ainda deve “sobreviver” é outro dado relevante que mostrará o seu valor. Essa mensuração ajuda o investidor a entender o risco de entrar no negócio.

  1. Marca e clientes

Qual é a força da sua marca? Isso é muito importante para o investidor que está buscando aplicar em um negócio. Isso depende do quanto a empresa é notada em seu setor perante fornecedores , concorrentes, e principalmente clientes.

A quantidade e diversidade de clientes também faz diferença para entender o alcance que a empresa tem. ter uma boa base de clientes ajuda a valorizar o negócio, pois mostra ao potencial comprador que a companhia possui alta capilaridade, e não vai sofrer grandes baque no faturamento caso ocorra a saída de alguns consumidores de sua base.

Metodologias para o valuation

Depois de analisar todos esses pontos, é preciso escolher qual a melhor forma de avaliação que será utilizada. Normalmente, o mercado trabalha com três tipos de metodologias de avaliação:

  1. Fluxo de caixa descontado: essa é uma avaliação realizada com base na renda da empresa.
  2. Mercado: essa metodologia calcula o valuation com base na comparação com pares, sejam empresas listadas em bolsa de valores ou não.
  3. Ativos: outra forma de avaliar uma empresa é calculando seu valor patrimonial e descontando seus passivos.

É importante destacar que nenhum valuation é 100% definitivo. Tudo depende do contexto atual, do setor em que a empresa está inserida e das expectativas do investidor. Mas ter essa avaliação em mãos com certeza ajudará muito em negociações na hora de obter capital ou pensar em vender a companhia.

Para que o valor seja feito da forma mais segura possível, é importante ter o auxílio de profissionais e assessorias especializadas, como a Capital Invest, que auxilia empreendedores a prepararem suas empresas para a compra e venda com maior valor e menor risco.

Fonte: Capital Invest – assessoria especializada em fusões e aquisições.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.