Reajuste do salário mínimo fica abaixo da inflação em 2021

0

No início do ano, o salário mínimo de R$ 1.100 foi anunciado pelo governo federal para 2021. O valor ficou abaixo da inflação de 2020, de acordo com dados divulgados pelo IBGE nesta terça-feira (12). No fim do ano passado, o governo reajustou o valor de acordo com previsão do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) a 5,26%.




Mas o IBGE calculou que o INPC fechou 2020 em 5,45%. Para não ficar abaixo da inflação, o salário mínimo de 2021 deveria ser de R$ 1.101,95 – ou R$ 1.102, após arredondamento. Se continuar em R$ 1.100, os brasileiros terão diminuição do poder de compra neste ano.

De acordo com a Constituição Brasileira, o mínimo deve ser corrigido pelo menos pela variação do INPC do ano anterior. Por ser divulgado sempre no dia 1 de janeiro, o governo costuma fazer uma estimativa de correção. No ano passado, isso aconteceu. O governo havia divulgado o salário mínimo para 2020 em R$ 1.039. Mas, após divulgação do INPC pelo IBGE, o governo determinou nova correção e deixou o mínimo do ano passado em R$ 1.045.

O Ministério da Economia ainda não informou se o mínimo de 2021 passará por nova correção, como aconteceu ano passado. O salário mínimo serve de referência para 49 milhões de trabalhadores do país.

A equipe econômica de Bolsonaro adota a política de corrigir o mínimo apenas pela inflação, sem ganho real e somente com base na estimativa do INPC. O formato foi adotado em 2020, primeiro ano da gestão de Bolsonaro. Dessa forma, Bolsonaro mudou a política de aumentos reais, acima da inflação, que havia sido proposta pela presidente Dilma Rousseff e aprovada pelo Congresso Nacional.




Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.