Juliette fala sobre relação com redes sociais: ‘Não tem fórmula, não preciso mostrar o que comi’

0

Na noite desta quarta-feira (26), Juliette Freire foi a convidada do “Saia Justa”, programa do GNT. O programa foi exibido ao vivo, diretamente do Auditório do Ibirapuera, em São Paulo. A paraibana falou sobre a vida pós-BBB e sobre as expectativas que os fãs têm sobre ela.




Usando a frase muito utilizada por Camilla de Lucas no BBB 21, Astrid Fontenelle perguntou como Juliette faz para “segurar o B.O. sem ficar doida”, sobre sua vida após o reality show. “Não sei. No meu caso é fé, muita vontade que dê certo, propósito, foco e rezar”, disse ela.

Leia também: Juliette faz apelo para brasileiros se vacinarem contra covid-19: ‘Confiem na ciência’

A paraibana também contou que está fazendo duas sessões de terapia por semana, às vezes mais que isso; antes do BBB 21, ela fazia uma sessão por semana. “Tô fazendo duas sessões, às vezes mais. Saí [do BBB] e falei que precisava urgentemente da minha terapeuta e uma pessoa espiritualizada. Falei com um padre. Minha terapeuta ficou desesperada assistindo ao BBB. O que mais me assusta é a proporção, a cobrança do que eu tenho que fazer”, comentou Juliette.

Leia também: Entrevista com Juliette vira a mais assistida do canal de Hugo Gloss

“Tive alguns grandes momentos de transformação na minha vida. O primeiro foi quando minha irmã faleceu, em 2009. Minha vida era muito simples e plena. Quando ela morreu, comecei a ter consciência da finitude da vida. Passei um período complicado e comecei a viver diferente. Não dormia sem resolver algo dentro de mim”, disse a paraibana.

Leia também: Juliette recebe elogios de Carlinhos Brown, Chico César, Deborah Secco e Elba Ramalho por vídeo

As apresentadoras comentaram que a campeã do BBB 21 deve tomar o tempo que for necessário para se acostumar à nova vida, sem pressa. “Todo processo precisa de transição, nada é automático. Quando cheguei lá [no BBB] eu estava perdida. Depois todo mundo me entendeu e gostou. Esse período de transição é necessário. Preciso reconhecer o terreno que estou pisando”, comentou Juliette.

Leia também: Juliette publica foto usando PFF2, compartilha conteúdo sobre máscara e fãs elogiam: ‘Orgulho da OMS’

“Os cactos falam muito que gostaram de mim porque eu não era igual a todo mundo, eu era diferente. Eles precisam entender que eu sou diferente. Não tem uma fórmula, não preciso gravar um Story assim, uma foto assim, mostrar o que comi. Eu posso falar de outra forma. E meus cactos vão entender também, e vão ver como é bom ver outras coisas. Eles gostaram, a culpa é deles”, brincou a paraibana.

Leia também: Juliette faz apelo para brasileiros se vacinarem contra covid-19: ‘Confiem na ciência’

Após Mônica Martelli comentar sobre a morte de Paulo Gustavo, Juliette aconselhou a apresentadora sobre o processo de luto. “A gente precisa naturalizar esse processo de mudança. Depois do luto, você nunca mais vai ser igual. É como se você perdesse parte de você. Você sobrevive”, disse ela.

Leia também: Campeã do BBB 21 fala sobre contrato com a Globo: ‘Ajustando uma coisa ou outra’

Ainda durante o “Saia Justa”, Juliette assistiu à algumas cenas do BBB 21 e revelou que ainda não viu muitas coisas. “Parece que tô assistindo a um filme, um sonho que deu certo. Sofri muito, chorei muito, mas agora tô muito feliz”, disse ela após ver cenas do confinamento. “Meu sonho de princesa agora é administrar tudo isso que aconteceu e ressignificar para minha família”, disse ela.







juliette do bbb 21
Foto: Reprodução
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.